"A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática.
Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas". (Autor Desconhecido)
Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 25 de outubro de 2009

Quando se abater
















Em Jesus somos todos vencedores
Pois na cruz carregou nossas dores
Então, não temos nada o que temer
É seguir em frente e a vida viver.

Em cada obstáculo que encontrar
É levantar os olhos e a cruz se voltar
Reviver o sacrifício feito por Jesus
Que verá o brilhar e a força da Luz.

Não há mais escuridão no caminho
Não nos encontramos mais sozinhos
O amor de Deus se fez através da paixão
Pela morte do filho, Deus tirou-nos da prisão.

Na cruz ficou todo nosso pecado
Por seu precioso sangue fomos lavados.
Se por um homem entrou a iniqüidade
Por outro, restabeleceu a liberdade.

Basta olhar para frente e seguir
E quando o sofrimento insistir
Lembre-se do Amor de Deus por ti
Que não lhe fará jamais desistir.


( Ataíde Lemos ) 

2 comentários:

REGGINA MOON disse...

Querido Ataíde,

Tem selinho para retirar em meu Blog Verso & Prosa, na postagem de 23/10.

Um grande beijo!

Reggina Moon

Sonia Schmorantz disse...

É por esta força que a cada acordar há uma esperança renovada...
abraço, lindo final de semana

Direitos Autorais

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.
Todas as imagens, postadas aqui foram retiradas da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional.



Seu IP foi registrado - Grato pela visita!

IP