"A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática.
Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas". (Autor Desconhecido)
Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Amigo não



Amigo não 
 
Você me pede para que seja teu amigo
Diz que foi muito bonito o nosso amor,
Fala desejar que eu esteja sempre contigo...
Não consegues dimensionar minha dor.
 
Para quem não ama, é difícil compreender
Qual tamanha é a dor de quem amou um dia
Quanto judia, fere e machuca fazendo sofrer 
Chamar de amiga. Não da, é uma imensa agonia.
 
Sê gostas de mim como amigo, guarde-me então
Torne-me como um belo passado que um dia viveu
Mas, permita-me  te dizer, ser teu amigo quero não.
 
Foi minha amada, juntos lindos sonhos vivemos 
Não foi como amigos as fantasias que tivemos 
Digo adeus, peço para deixar seguir meu caminho. 
 
Ataíde Lemos

Um comentário:

Carla Cristina Weber disse...

Amor sim! Amigo é compartilhar tudo que a vida intensifica no dia-a-dia, e assim torna as atitudes em ação fazendo do amigo ser amor verdadeiro que só o tempo tem as respostas!
A vida Tem sentido de brilho dos olhos!

Direitos Autorais

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.
Todas as imagens, postadas aqui foram retiradas da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional.



Seu IP foi registrado - Grato pela visita!

IP