"A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática.
Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas". (Autor Desconhecido)
Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Presente que ganhei de Deus


Você é aquele sonho que sempre sonhei
É o maravilhoso presente que ganhei
É a primavera que perfuma meu viver
É a luz que brilha reluzindo meu Ser.

Você é a jóia delicada que encontrei
É o perfume raro que num frasco guardei
É a coisa mais linda que me aconteceu
A obra especial que Deus fez e me deu.

É a bela poesia que o poeta escreveu
A canção de amor que me entorpeceu
É o norte onde deposito minha certeza.

Você é o luar que irradia luz na noite
É a alegria que alivia minhas dores
É meu jardim repleto de lindas flores.

(Ataíde Lemos)

2 comentários:

Argos disse...

Olá,

Belo poema, é bom ter estes sentimentos por alguém!

Abraço e feliz 2011

ana disse...

perfeito seu trabalho...parabéns
beijos..meu

Direitos Autorais

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.
Todas as imagens, postadas aqui foram retiradas da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional.



Seu IP foi registrado - Grato pela visita!

IP