"A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática.
Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas". (Autor Desconhecido)
Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 6 de março de 2011

Amor sem limites


Você é minha poesia
Tudo que sou é por você
É meu sol, minha lua, meu dia
Teu amor alimenta meu viver.

Meu amor por você é puro
É uma encantada magia
É luz no escuro
Razão de minha fantasia.

Fez-me descobrir outra metade
Que estava adormecida
Um amor que me invade
E completa minha vida.

Não há palavras a dizer
O quanto por ti é meu amor
Que chego a me esquecer
De tanto pensar em você

É um amor sem limite
Que ultrapassa a existência
Penso até que não existe
Outro igual com esta essência.

Ataíde Lemos

2 comentários:

Carla disse...

Linda mensagem de amor!
A escência linda do amor!!!

Carla disse...

A escência do Amor! Linda!

Direitos Autorais

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.
Todas as imagens, postadas aqui foram retiradas da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional.



Seu IP foi registrado - Grato pela visita!

IP