"A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática.
Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas". (Autor Desconhecido)
Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 18 de março de 2011

Você


Meu amor, você me levou às estrelas
Levou-me as profundezas do mar
Fez-me enxergar como são belas
As maravilhas do que é amar.

Fez descobrir o que há por trás do horizonte
Conduziu-me as mais intensas fantasias
Fez que vivesse a intensidade de cada instante
Florindo meu viver com sua alegria.

Fez-me voltar a existir novamente
Trazendo-me de volta ao presente
E acreditar no que pensei não haver.

Fez-me conhecer a magia do amor
Que mora na essência do coração
Despertando em mim esta intensa paixão.

Ataíde Lemos

Um comentário:

REGGINA MOON disse...

Ataide,

Lindo demais esse Soneto, como tufo o que voce nos presenteia em seus belos versos de amor!

Parabéns pelo Dia do Blogueiro...tem selo no meu Blog pra voce...

Boa Semana!!!

Beijos,

Reggina Moon

Direitos Autorais

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.
Todas as imagens, postadas aqui foram retiradas da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional.



Seu IP foi registrado - Grato pela visita!

IP