"A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática.
Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas". (Autor Desconhecido)
Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 11 de julho de 2010

Perdoa-me ter-te amado


Perdoa-me ter-te amado tanto
Não tens culpa de minha dor
Sou único culpado pelos prantos
Por não criar defesas para o amor.

Foste clara quanto ao que queria
Disseste que já havia muito sofrido
Que apenas viveria uma fantasia
E que não me mantivesse iludido.

Como a distancia foi-se partindo
Logo já não mais te vi
Fiquei com o coração partido.

É tão difícil perder quem se ama
É ferida aberta que não se estanca.
O coração é algo que não se engana.


Ataíde Lemos

4 comentários:

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Ataide! Passando para te cumprimentar e apreciar esse belo soneto, principalmente o quarteto abaixo:

Foste clara quanto ao que queria
Disseste que já havia muito sofrido
Que apenas viveria uma fantasia
E que não me mantivesse iludido.

Ainda bem que não estavas enganado.

Abraços e ótima semana pra ti e para os teus.

Furtado.

REGGINA MOON disse...

Ataíde,

Quando se ama de verdade, chegamos ao ponto de levarmos uma grande angústia no coração, por nada poder fazer, por querer o amor a qualquer preço, por nos sentirmos pequenos diante desse sentimento que não podemos controlar...

Belíssimo soneto!!!


Um grande beijo e ótima semana!!

Reggina Moon

Amor feito Poesia disse...

"Amigos são flores plantadas ao longo
do nosso caminho para que saibamos
encontrar primavera o ano todo."

(Letícia Thompson)

Feliz Sábado e beijos na alma...M@ria


Obs:Tem selinho aqui,um carinho prá voce!Leve-o.

REGGINA MOON disse...

Querido Ataíde,

Passando para te desejar uma linda semana...muita Paz & Poesias!!

Beijos,

Reggina Moon

Direitos Autorais

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.
Todas as imagens, postadas aqui foram retiradas da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional.



Seu IP foi registrado - Grato pela visita!

IP