"A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática.
Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas". (Autor Desconhecido)
Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Ausência


3 comentários:

Retalhos de Amor disse...

Neste teu manancial
Sempre o cristalino sentimento
Emocionados Versos!!!

Sublime!!!

Beijos, Amigo Ataíde...
No coração!!!
Iza

REGGINA MOON disse...

Ataíde,

Lindo Poema!!Que maravilha são suas palavras.
Compartilho com Iza da mesma opinião...Sublime!!

Beijos,

Reggina Moon

Rosemari disse...

Ataide

Seus versos são profundamente envolventes. Lemos um e imediatamente vamos a procura de mais poesia. Com certeza seus livros são maravilhosos também.
Um forte abraço e parabéns pelo trabalho junto aos dependentes , é de pessoas assim que o mundo precisa.

Direitos Autorais

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.
Todas as imagens, postadas aqui foram retiradas da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional.



Seu IP foi registrado - Grato pela visita!

IP