"A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática.
Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas". (Autor Desconhecido)
Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Os sites de relacionamentos, a literatura e o ensino



Os sites de relacionamentos, a literatura e o ensino  

Certa vez, recebi um e-mail de uma amiga professora e minha leitora me dizendo o seguinte: “Amigo poeta, quero neste e-mail te agradecer imensamente, pois como admiradora de seu trabalho literário, sempre eu levo algum de seus poemas para trabalhar com os alunos em minhas aulas. Estou conseguindo grandes resultados, pois além de ter melhorado a disciplina na sala de aula, eles passaram gostar de ler e escrever. Inclusive, um aluno que sempre tive problemas de disciplina, hoje gosta muito de escrever e quer te conhecer...”.

Este e-mail certamente, me deixou muito contente, por sentir que este meu gosto de escrever além de ser um prazer para mim é também um tijolinho para contribuir na formação do aluno e um incentivo para que aumentem o número de pessoas que busquem a leitura como fonte de cultura e prazer.

Sei que muitos colegas escritores e poetas também recebem estes tipos de comentários, portanto, é fundamental que os educadores usem desta ferramenta tecnológica como meios pedagógicos para trabalhar os alunos e assim, incentiva-los tanto a familiarizarem com a leitura, como sentirem prazer por ela. Todo gosto ou prazer por determinada atividade está na prática, está no habito de se fazer.

Como escritor, sinto-me preocupado com a literatura atual, sinto preocupado quando percebo que cada vez as pessoas estão lendo menos. Sinto-me preocupado quando vejo tantas formas de entretenimento acessíveis aos adolescentes e aos jovens que lhes tiram o foco da literatura que é fundamental para a formação cultural, social da sociedade. O futuro da sociedade passa pela educação. Também, observo que o ensino atual tem deixado a desejar neste aspecto e isto é fácil de ser constatado quando observamos que os alunos estão terminando o curso fundamental e mesmo o médio sem saber ler e escrever.

Sei que há muitos professores que procuram educarem seus alunos no intuído de incentiva-los a gostar de literatura, como no exemplo citado acima, mas, também é notório que estes casos são pontuais e exceções e está muito relacionado à vocação do professor, que através de seu prazer como educador, procura fazer um trabalho diferenciado com seus alunos apoiados da direção escolar, no entanto, como coloquei, é exceção o que deveria ser regra.

A formação social, cultural e cidadã de um País passa pela educação, isto todos têm a consciência, no entanto, para que ocorra esta formação é fundamental a literatura; essencial  o prazer pela leitura .

Ataíde Lemos

Escritor & Poeta 

Um comentário:

Emoções! disse...

Gostei do que li, amigo.
Como sempre nos proporcionando
uma boa reflexão através das tuas escritas.
Um beijo
Eu Leilinha

Direitos Autorais

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.
Todas as imagens, postadas aqui foram retiradas da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional.



Seu IP foi registrado - Grato pela visita!

IP