"A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática.
Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas". (Autor Desconhecido)
Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 19 de setembro de 2009

Magia da Poesia
















Na poesia viajei
Encantado pelas palavras
Fazendo de cada verso
Um belo sentimento
Deixei que fluísse toda emoção
Dando vida ao coração.

Sai de meu mundo real
Dei asas para inspiração
Voei para longe dentro de mim
E senti enorme felicidade
Ao liberta-me da prisão.

Foi como se existisse outro Ser
Que habita meu Ser
Que com a magia da poesia
Faz-me ressurgir para vida
Como a fênix das cinzas
Viver novamente.


( Ataíde Lemos ) 

2 comentários:

Tétis disse...

Olá Ataíde

Voltarei com mais tempo e calma para ler os teus lindos poemas.

Por agora é só para te dizer que passes pelo "Farol" para recolheres um prémio que te queremos oferecer com toda a nossa Amizade.

É um prémio que se enquadra na perfeição neste teu blog de reconhecido mérito.

REGGINA MOON disse...

Poeta Ataíde,

Voce possui mesmo a magia da Poesia em suas mãos!Fico sempre literalmente enfeitiçada por seus Poemas e escritos, tudo belíssimo!!

Um grande beijo e ótimo Domingo!!

Reggina Moon

Direitos Autorais

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.
Todas as imagens, postadas aqui foram retiradas da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional.



Seu IP foi registrado - Grato pela visita!

IP