"A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática.
Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas". (Autor Desconhecido)
Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 28 de julho de 2009

Estou na sua história

Entrei na tua história
Tornei-me parte de sua vida
Ainda que resista
Faço parte de sua memória
Em teus sonhos invado
Mesmo que não permitas
E nele refaço os momentos
Fazendo-me presente
Revivendo seus sentimentos.

Ainda que seja fragmentos
E digas ser insignificante
Sendo fácil me esquecer
De repente num instante
Surjo em teus pensamentos
Fazendo-te reviver
Um passado que quer esconder
Pois sou parte de tua história
Faço parte de sua memória.

( Ataíde Lemos )

3 comentários:

REGGINA MOON disse...

Ataíde,

Feliz em poder ler mais um dos belíssimos poemas que nos presenteia com o seu talento!
Suas poesias são um verdadeiro acalanto para a alma!
Parabéns!!!

Um beijo,

Reggina Moon

Retalhos de Amor disse...

Aplaudo-te, Ataíde...
De sentimentos repletos
Os versos teus!!!

Beijos pra ti...
No coração!!!
Iza

Lu Cavichioli disse...

Ataíde, obrigada por aderir ao Empório do Café Literário.

Agora estamos aguardando sua participação para que nos mostre seu trabalho e crie vínculos conosco e com os novos autores de língua portuguesa.

Abraços
Lu e equipe

Direitos Autorais

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.
Todas as imagens, postadas aqui foram retiradas da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional.



Seu IP foi registrado - Grato pela visita!

IP